22 DE MAIO, DIA DO AUTOR PORTUGUÊS | “SOBRE UM AUTOR PORTUGUÊS”: PAULO ILHARCO

Antecipando ontem na escola o dia de hoje (22 de Maio), Dia do Autor Português, com o início de um programa de entrevistas aos nossos Professores e/ou Autores, para a celebração deste dia na Biblioteca Escolar foi convidado o nosso querido colega-professor de Inglês e escritor – Paulo Ilharco.

Biblioteca Escolar, Agrupamento de Escolas Eugénio de Castro, Coimbra, 21 de Maio de 2021

“Paulo Jorge Dias Nogueira Ilharco nasceu a 26 de Maio de 1961, na freguesia de São Bartolomeu, em Coimbra. Ainda muito jovem, concluiu o curso superior de Línguas e Literaturas Modernas, na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, tendo-lhe sido atribuídas bolsas de estudo pelos governos britânico e espanhol. Desde então, tem vindo a exercer funções docentes, como professor de Português e Inglês, em diversas escolas do país. Em 1991, publicou o seu primeiro livro de Poesia, intitulado Sonetos Imperfeitos, com posfácio do Professor-Assistente de Literatura e Cultura Portuguesas, no Instituto de Letras da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, António Basílio Rodrigues.
Em 1992, lançou Chão Sagrado – Sonetos Mais-Que-Imperfeitos, com prefácio de Natália Correia. Tanto esta obra, como a anterior, foram adotadas em cadeiras de Literatura Portuguesa, em diferentes instituições académicas do Porto.
Em 1995, pôs na forja Paranóia – Sonetos do Reencontro, com prefácio do Doutor José Carlos Seabra Pereira, na altura Professor de Teoria da Literatura e Literatura Portuguesa, na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra. Em 1997, viu o seu livro Transgressão – Poemas Ao Ocaso ser prefaciado pela Doutora Isabel Vaz Ponce de Leão, então professora na Universidade Fernando Pessoa, no Porto. Em 2002, 2004 e 2009, publicou, respetivamente, E Nu Sente – Sonetos (E)ternos, com prefácio do crítico e jurista Dr. Manuel Bontempo, Ideias… E Dei-As! – Quadras Doídas Sem Acento No i, com prefácio da poetisa Liz da Silva, e Asas Versus Aspas – Poema De Força Na Cedilha, com prefácio da Doutora Clara Murteira, professora na Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra. Em 2015 deu a conhecer a sua vasta obra, Raios-X À Alma – Eco Do Silêncio, um livro com mais de 400 páginas, curiosamente prefaciado pelo próprio, o qual foi apresentado por Isabel de Carvalho Garcia, das Edições MinervaCoimbra, em tom de entrevista, num sarau cultural, cuja sessão decorreu no emblemático Café Santa Cruz, em Coimbra, tendo o autor casado Música com Poesia, apresentando-se ao público, não só como poeta, mas também como cantor e compositor.” (in https://www.wook.pt/autor/paulo-ilharco/20650)

A entrevista completa realizada em 21 de Maio na Biblioteca Escolar a Paulo Ilharco estará brevemente disponível.